Institucional

Apresentação

O Brique da Redenção pode ser visto sob vários ângulos. O olhar apressado de alguns pode caracterizá-lo como a tradicional feira que acontece todos domingos na extensão da Avenida José Bonifácio, junto ao Parque Farroupilha, em Porto Alegre. Já outros olhares enxergam no Brique a oportunidade ideal para o passeio dominical com a família, para rever amigos e saborear o tradicional chimarrão. Há quem simplesmente quer estar no Brique, cercado por uma aura mística que reune pessoas de todas as classes e crenças para desfrutar momentos de convivência. Todos os olhares estão alí. Até os curiosos vão ao brique à espera do inesperado.

O Brique parece sempre igual, mas sempre há algo de novo capaz de surpreender os visitantes. O Brique tem história, mas acima de tudo é arte,  cultura. É a expressão das raízes e da tradição gaúcha manifestada nas obras de centenas de artistas. O Brique é um pouco de tudo e sempre um mistério a ser desvendado.

 

Organização

Os expositores do Brique da Redenção estão divididos em quatro segmentos: artesanato (182), artes plásticas (40),  alimentação (8) e antiquário (66).  A seleção dos expositores se dá através de triagem, feita por grupo especial de avaliadores dentro de cada segmento, e ocorre sempre que surgirem novas vagas.

Cada um dos segmentos tem representantes que integram comissão especial encarregada de discutir periodicamente as questões do Brique através de pautas de trabalho. A representação formal  do Brique se dá através da  Associação dos Artesãos do Brique da Redenção – AABRE,  entidade civil registrada  e com personalidade jurídica. A direção da AABRE está assim constituída: Presidente:  Evilázio Rodrigues Domingos; Vice Presidente: Carlos Henrique Gonçalves; Primeiro Secretario: Alfredo N. Larre; Segunda Secretaria: Raquel Werlang; Primeiro Tesoureiro: Paulo Eduardo Richesky Grala; Segundo Tesoureiro: Ana Maria Clemente Bonotto; Diretor Comercial: João Batista Castilhos da Rocha; Diretor de Relações Públicas: Rolando Antonio Romero; Conselho Fiscal: Adão Demétrio da Rosa, Antonio Norberto Ramos dos Reis, Mara Edith de Lacerda Vitola, Luis Eugênio C. da Conceição e Vani Elisabeth da Silva.

 

Histórico

1978

A Administração Municipal reuniu um grupo de pessoas para que estas desenvolvessem um projeto de implantação de uma feira de antiguidades, a partir dos modelos já existentes de San Telmo em Buenos Aires e do Mercado de Pulgas em Montevidéu. A Feira das Pulgas, como foi denominada, era composta de 24 expositores que comercializavam objetos antigos.

1982

Um grupo de 40 artesãos e artistas plásticos liderados por Paulo Filber e Berenice Aurora, começaram a expor seus produtos no parque, ao lado do Mercado de Pulgas.

1984

Criação do regulamento da Feira de Artesanato do Bom Fim.

1990

Lei municipal determina o fechamento a Avenida José Bonifácio para trânsito de veículos aos domingos, tornando-a rua de lazer.

2000

Em 10 de dezembro de 2000 foi criada a Associação dos Artesãos do Brique da redenção. A partir de então registrou-se a marca Brique da Redenção e também foi criado do site do Brique.

Nesse ano o Brique comemorava 18 anos e foi apresentado a todos  um bolo gigante, com 18 metros, para comemorar o aniversário.

2005

Em 26 de outubro de 2005 foi sancionada a Lei 12.344 que declarou o Brique da Redenção integrante do patrimônio cultural do Rio Grande do Sul.

2006

O Brique da Redenção torna-se a primeira feira do país a utilizar coletivo de venda com cartão de crédito.

2007

Em comemoração aos 25 anos do artesanato e das artes plásticas  foi realizado grande desfile em 22 de abril de 2007, em passarela montada na Av. José Bonifácio. Modelos vestidas com artigos de couro, máscaras, calças,camisas, vestidos e bustiês abriram o desfile que também apresentou  acessórios e bijuterias  confeccionadas pelos próprios expositores.

2010

As atrações dos 32 anos do Brique da Redenção presentearam os visitantes com um desfile de carros antigos e shows que levaram o público a uma verdadeira viagem sonora e visual ao final dos anos 60 e começo da década de 70. E para completar as festividades, o público assistiu a dois shows com o ator Jairo Melo, que interpretou o cantor Elvis Presley no show “Meu Amigo Elvis” e outro com Roberto Carlos cover.

Nesse mesmo ano a Associação dos Artesãos do Brique da Redenção lançou, em parceria com o Jornal Zero Hora, duas edições do Jornal do Brique, encartado naquela periódico.

2011

Com o objetivo de fazer o Brique da Redenção um espaço de convivência e encontro com a cultura ainda melhor a Associação dos Artesãos do Brique da Redenção e a Prefeitura de Porto Alegre, através da SMIC, inauguram em 11 de setembro o projeto de rivatilização do Brique.

O projeto incluiu a implantação de novas barracas, com novas cores, um novo pórtico e outras atrações que deram novo visual ao Brique (camisetas dos expositores, sacolas e  site remodelado). O patrocínio do projeto  é do Grupo Walmart, cuja parceria se estenderá pelos próximos dois anos.  Esse foi  o início de um projeto e de uma parceria que fixa o olhar dos promotores no potencial do Brique da Redenção, valorizando sua história e destacando sua importância.

A solenidade de inauguração contou com a presença de grande número de autoridades. Entre elas o prefeito José Fortunati, o presidente da Assembléia Legislativa, Adão Vilaverde, os secretários estaduais de Esporte e Lazer Kalil Sehbe e de Segurança Pública, Airton Michels, o secretário municipal da Produção Indústria e Comércio, Valter Nagelstein, o vereador Reginaldo Pujol, o diretor de relações institucionais do Grupo Walmart Brasil, Carlos Ernesto Ely, e o presidente da Associação dos Artesãos do Brique da Redenção – AABRE, Evilázio Rodrigues Domingos.

Após a solenidade as autoridades plantaram o primeiro ipê roxo dentro da ação de ampliar a zona de sombreamento em frente ao setor de antiquário. Em seguida fizeram uma caminhada pelo Brique da Redenção.

A programação cultural da inauguração contou com apresentações de diversos grupos como o Recuerdos de Milonga, Cordas e Cordeonas, Canta Brasil, Escuela Argentina de Tango Daniel Carlos, Blue Grass e Vert 360.